ABRA SUA MENTE



Fecha teus olhos,abre tua mente e teu coração para a Verdade ...,porque

Ela pode ser invisível aos olhos humanos.Mas não aos olhos da sua consciência







Seguidores

terça-feira, 9 de julho de 2013

IRMÃ SHEILLA

HUMILDADE

                             
                       MENSAGEM DE IRMÃ SHEILLA



                                             HUMILDADE



Jesus nos abençoe,



Humildade é relíquia que depositamos a cada passo de nossa jornada na Terra nos cofres das conquistas individuais do espírito.

Humildade é laurel iluminado dos corações já purificados dos resquícios infecundos do egoísmo e do orgulho humanos, sempre abrasadores da afabilidade e da doçura, da serenidade e da simplicidade...

Humildade é senda apostólica dos sábios que percorrem pacientemente o caminho dos mais ignorantes, levantando os que ainda se deitam nos caminhos da egolatria, permitindo que a veste alva de quem já a acalenta no imo da alma se tisne com a sombra de quem ainda se encontra na obscuridade do anseio do reconhecimento humano, sem com isso se perturbar em ser ofuscado pela incompreensão de todos quantos não percebem sua luz, suas virtudes e seus méritos conquistados.

Humildade avança sempre, rompendo barreiras e adversidades, continuando a percorrer as veredas do aprendizado constante que levam a maiores aperfeiçoamentos da alma, pela lapidação que o buril das experiências realizam no espírito esquecido de seu poder pessoal latente, mesmo vencendo eras de ajustes imprescindíveis aos que desceram na carne humana.

Humildade nasce da compreensão de nossa insignificância perante a sabedoria divina e a grandiosidade das vidas que nossos seres perlustram nas jornadas diversas dos universos que nos redimem e nos impulsionam como seres que redescobrem sua luz eterna, êxito  fadado a todas as criaturas de Deus.

Humildade é acatar os desígnios do Pai Amoroso, mantendo um clima interior de resignação e assentimento perante Sua vontade.

Humildade não é omissão, não é falsa modéstia, não é abandono de si mesmo !

Não é desprendimento forjado, paciência efêmera, simplicidade falsa...

Humildade é luz instalada no âmago dos outros corações humanos que se sabem carentes de aperfeiçoamento, carente de virtudes ou misérrimos ainda em valores sublimados, os quais um dia alcançarão.

Humildade não é fogo que arde, tal qual a ânsia dos que almejam se sentirem os melhores, e jamais queima a quem a percebe.

É candeia a apontar diretrizes, sem ofuscar quem jornadeia.

Humildade é trabalho constante vestido da coragem de enfrentar a ironia e a incompreensão do mundo.

Humildade ! Bendita conquista da alma ! Não quer aparecer, não quer se mostrar... Quer somente contribuir anonimamente e avançar!

Humildade ! Sublime virtude que exala o perfume do jardim espiritual que floresce no coração do verdadeiro cristão que almeja atingir as paragens de paz da imensidão etérea que o aguarda com o amor inextinguível do Pai.

Humildade ! Quem não a conhece classifica-a como fraqueza, falta de personalidade, falta de energia, ausência de amor próprio, indiferença, apatia ou pouca ambição.

Não importam as classificações do mundo...não importa o julgamento do outro !

Importa a consciência tranquila de quem a cultiva no peito, fortalecida pelo conhecimento de que o julgamento de Deus é o único que merece ser lembrado.

É somente Ele quem ausculta suas criaturas, dimensiona suas atitudes, seu proceder, suas mudanças gradativas, só visíveis a quem penetra no interior de seus próprios filhos e que passam desapercebidas aos olhos do irmão que caminha ao seu lado.

Humildade ! Vibração sonora de amor verdadeiro, de fé cristalizada, de esquecimento de si mesmo como maior do que alguém.

Uma faísca dela, se a tivermos, poderemos nos considerar no caminho aureolado de sabedoria, que conduz aos reinos da serenidade constante, sem pretensões egóicas, rumo à eternidade de todos os seres de luz, que comungam suas virtudes sem inveja e com espírito de colaboração, valorizando sempre a luz que o outro já tenha conquistado.

Se ela já for 'plena' agora, dentro de nós, neste tempo do 'hoje' de nossas vidas, denota que o 'mestre' de cada ser ali já se consolidou e se reencontrou neste departamento de sua verdadeira essência, vitorioso quanto ao resgate de sua verdadeira índole ancestral.

Humildade autêntica é aquela que sabe contemplar a todos os seres como irmãos iguais perante Deus e como elos da grande corrente amorosa da Unidade Divina em cada um, de formas diferentes, mas interligadas e sempre na sinergia do amor e da união fraterna, inexoravelmente, sem nunca esperar nada  e sem se perturbar jamais com a incompreensão, a ingratidão e o descrédito que os seres fazem uns dos outros e de nossos méritos e exemplos!



Irmã Sheilla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postar um comentário